Avaliar Performance das Corporações

Selecionamos os itens que compõem uma visão geral das corporações:


Gerenciamento de Performance
  • Eficácia da Estratégia Corporativa
  • Resultados Gerados
  • Crescimento Evolutivo
  • Valor das Marcas
  • Qualidade de Relacionamento com Clientes
  • Governança Corporativa
  • Sustentabilidade
  • Gestão de Talentos
  • Cultura Corporativa
  • Inovação
  • Conhecimento Corporativo
  • Tecnologia da Informação
  • Grau de Transformação
  • Uso das Tecnologias Digitais

A avaliação da performance das empresas é uma área de investigação que tem estado, sob a atenção dos consultores. No entanto, o aumento da pressão competitiva resultante da globalização dos mercados e das atividades tem forçado estas empresas a reorientar as suas estratégias, estruturas, atividades, sistemas, processos e procedimentos de forma a acompanharem a evolução desses mercados. Para atingir o desejado nível competitivo, essas organizações sentiram, a necessidade de avaliar as diferentes vertentes da sua performance. Este objetivo é de avaliar a utilização de indicadores não-financeiros de performance nas empresas, contribuindo assim para o esclarecimento das questões levantadas, e propor um indicador não-financeiro que permita avaliar a eficácia operacional deste tipo de empresas assim como a metodologia para a sua implementação e utilização. Para atingir o primeiro objetivo, a construção dos questionários utilizados como no conhecimento da realidade internacional, procurou identificar, através da opinião daqueles que estão interessados em avaliar a performance das empresas, qual o tipo de indicadores que mais valorizam e como estão a utilizá-los. Para esse efeito foi recolhida a informação através de dois inquéritos dirigidos aos gestores deste tipo de empresas e aos analistas financeiros, na qualidade de interlocutores dos principais stakeholders externos. Esta informação, depois de analisada com base em modelos estatísticos apropriados, permitiu evidenciar os fatores que têm influenciado na utilização dos indicadores financeiros relativamente aos não-financeiros, na avaliação da performance das empresas. Para atingir o segundo objetivo, foi proposto um indicador que reflete a eficácia operacional da empresa. Foi ainda proposta uma metodologia para a sua implementação e utilização, não só pela própria empresa mas também pelos seus stakeholders externos. Trata-se de um indicador que por um lado deverá ser facilmente implementado nas empresas, tendo em conta a realidade existente, e por outro deverá contribuir para uma melhor previsão da performance futura da empresa. Como conclusão são tecidos alguns comentários à forma como os gestores se estarão a comportar relativamente à avaliação da performance das empresas, sugerindo qual o caminho que deverão seguir, se quiserem tornar as suas empresas mais competitivas. É ainda evidenciada a importância que o indicador de eficácia operacional poderá ter na avaliação de performance das empresas, tanto para os gestores como para os seus stakeholders externos.