Recursos Investimentos Estudos Detalhados

Recursos Investimentos Estudos Detalhados2018-01-14T15:12:47+00:00

Recursos Investimentos Estudos Detalhados: Atuando junto à Instituições Financeiras, preparamos estudos detalhados para aportar recursos, via crédito, investimentos, financiamentos, BNDES e operações estruturadas. (Fundraising)

 Fundraising BS2 Consulting


Operações de aporte de recursos, via venture capital.Funding BS2 Consulting


Busca de investidores para

                                   participação.

 

 

 

Programas de apoio ao desenvolvimento

Dependendo do valor do empréstimo, uma opção interessante é a linha de crédito do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), que possui juros mais baixos. Vale a pena pesquisar mais sobre essa possibilidade. Há também recursos da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), que realiza investimentos em empresas de base tecnológica através de vários programas. É importante conhecer as possibilidades oferecidas e avaliar se o negócio cumpre as exigências.

Financiamento colaborativo

Destinado normalmente a projetos relacionados a arte e cultura. Através de algumas plataformas especializadas, o empreendedor consegue doações, sem a necessidade de transferir parte do seu negócio e paga apenas uma taxa ao administrador do site.

Incubadoras e aceleradoras de empresas

A principal diferença está no modelo de negócio. A incubadora normalmente não tem fins lucrativos e é mantida por instituições públicas, buscando recursos de órgãos púbicos para incentivar os projetos. A aceleradora é uma instituição privada, com fins lucrativos e é administrada por investidores que negociam a venda de ações da empresa acelerada, ou seja, o lucro da aceleradora está totalmente relacionado ao sucesso do negócio.

Recomendamos para você:  Entenda por que criar um fundo de reserva pode salvar seu negócio

Sócio investidor

Nesse caso, o empreendedor estabelece de fato uma sociedade, transfere uma parte do negócio a um investidor e os resultados são repartidos. Basicamente existem dois tipos de sócio investidor: o primeiro, investe seu capital, esperando apenas o retorno financeiro do empreendimento; e o segundo, que também atua na gestão da empresa. Hoje, uma forte tendência é a utilização de Capital de Risco. Neste modelo, Fundos de Capital e Investidores-anjo investem em novas empresas, comprando participação e assumindo responsabilidades na administração do negócio.

É uma boa alternativa para empreendedores inexperientes, já que contam com o capital e com a conhecimento dos investidores. Porém, é importante ressaltar que esses investimentos estão focados em projetos sólidos e estruturados, inovadores e com potencial de crescimento.

A cada dia surgem novas alternativas para captação de recursos no mercado, e assim, bons projetos dão origem a empresas de sucesso. Porém, o primeiro passo é elaborar um plano de negócios detalhado, fundamental para a apresentação aos possíveis investidores e para a gestão financeira da empresa.

Este site usa cookies e serviços de terceiros. Ok