Fundos em dólar estabelecidos no exterior dão lugar à montagem de fundos em reais, por meio de FIPs (Valor).

O mercado brasileiro de “private equity”, que pressupõe a compra de participações em empresas, está agitado. O banco BNP Paribas se associou à gestora Darby, um mês depois de o Bradesco se unir ao BES e estrear na atividade. Os fundos em dólar estabelecidos no exterior, que caracterizavam a atividade até hoje, dão lugar à montagem de fundos em reais, por meio de fundos de investimento em participações (FIPs).

As novas regras para os fundos de pensão, que permitem o investimento de até 20% do patrimônio em FIPs, trazem ainda mais otimismo para gestores e distribuidores. As fundações têm patrimônio líquido de R$ 450 bilhões.

Deixe uma resposta