Profissionais trocam escritório pelo shopping na hora de trabalhar

Espaços oferecem internet gratuita e atraem público

16/10/2010 – 16:10

EPTV.comBernardo Medeiros

Eles trocaram o escritório pelo shopping. É cada vez maior o número de profissionais que utilizam espaços públicos com acesso gratuito à internet para trabalhar. Em Ribeirão Preto, os três shoppings oferecem o serviço e os lojistas, sobretudo da praça de alimentação, registram alta no faturamento.

“Não é possível fazer um levantamento de quanto a internet gratuita interfere diretamente no lucro dos comerciantes, mas o que é perceptível é que as pessoas que passam algum tempo conectadas acabam consumindo um café, um lanche, etc.”, explica o coordenador de marketing do Novo Shopping, Fernando Falquetti.

Francisco Marino já está ambientado a passar o dia sentado em uma praça de alimentação. Representante de vendas, ele viaja por todo o Estado de São Paulo e usa os espaços para se comunicar com outros funcionários da empresa.

“Sempre preciso enviar algum pedido, algum dado à empresa. Hoje não tenho nem mais gasto com internet 3G (oferecida pelas companhias de telefonia). Uso estes espaços para trabalhar, de graça. É claro que acabo gastando um pouco mais por sempre almoçar em shoppings, o que é um pouco mais caro. Mas vale a pena.”

Marino faz, no entanto, uma crítica a facilidade de conectividade. “Hoje não tenho escritório. Se eu quiser trabalhar na beira da piscina, posso. Não há mais aquela rigidez de horário. Só que em compensação hoje vivemos praticamente o tempo todo online. Depois de um dia de trabalho, você chega em casa, mas logo se conecta para enviar um e-mail, um relatório. É  o preço que se paga pela modernidade”

Para o diretor de marketing Walmir da Rocha Melges, outros benefícios implantados nestes espaços têm atraído mais usuários.

“Não bato cartão todo dia, mas se estou de viagem em alguma cidade e sei que terei que acessar, já recorro aos shoppings. É mais prático e seguro. Já vi espaços que tem o acesso, mas que não colocaram uma tomada para você recarregar o laptop. Outros que cobravam. Ai não adianta. Hoje já estão mais atentos a estas outras necessidades e percebo um crescimento grande de usuários”, diz.

Segurança
O Novo Shopping possui atualmente cinco mil pessoas cadastradas. A direção do empreendimento tomou a medida de listar os usuários para monitorar os acessos. Assim, antes do seu primeiro acesso com a rede do shopping, é necessário fazer um cadastro e passar informações pessoais, como nome e endereço.

“Não é ficar espiando o que as pessoas acessam. O que temos é um sistema que, em um eventual crime digital, irá ajudar a polícia a identificar quem fez. A pessoa ganha um login e toda vez que acessa faz a partir dele. É algo para a segurança de todos e até hoje não precisamos utilizar”, completa Falquetti.

Além do monitoramento, o shopping mantém sistema de anti-vírus para que a rede não seja infectada.  Com velocidade de 12 megas, a velocidade de conexão funciona bem com até 50 usuários simultâneos. O Shopping Santa Úrsula também permite 50 conexões. O Ribeirão Shopping possui o serviço, mas ele passa por reformulação.

Deixe uma resposta